quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Maternidade e Carreira: como encontrar um equilíbrio?

Relatos de muitas amigas, pacientes e clientes revelam que o período da licença-maternidade tem sido um momento de reflexão para repensarem suas vidas, suas prioridades e sua carreira profissional. A chegada de um filho efetivamente provoca inúmeras mudanças na vida da mulher, tanto na vida pessoal quanto em termos de prioridades e ajustes na atuação profissional. Apesar de a conciliação família-trabalho ser muito desejável, e realmente possível com organização, planejamento e apoio, ela costuma vir acompanhada de uma imensa sobrecarga física e emocional, que, muitas vezes, desencadeia problemas físicos ou psicológicos difíceis de serem suportados.

Oscilando de um lado a outro, a mulher vem tentando conciliar, da melhor forma que pode, e não sem uma “pontinha” de ressentimento ou culpa, essas duas grandes prioridades: a maternidade e a carreira.


Algumas mulheres desejam passar mais tempo com os seus filhos, acompanhar seu crescimento e desenvolvimento, ter mais flexibilidade de horários, mas não necessariamente abrir mão por completo de sua vida profissional, área onde se realizam tanto quanto na própria maternidade.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Saiba como funciona o Programa de Pré-Natal Psicológico e a sua importância na Gestação

Quando engravidei do meu primeiro filho (estou a espera do segundo 😊), eu tive uma gestação tranquila e realizei um pré-natal clínico de qualidade, considerando os aspectos físicos da gestação; entretanto, não tive um espaço para compartilhar sobre as mudanças emocionais vivenciadas durante a gestação e nem para me preparar para o pós-parto.

Aliás, na gestação eu me sentia tão dona de mim que jamais coloquei em dúvida minha capacidade de dar conta de TUDO no puerpério, e quando me vi mergulhada nele a sensação era a de que o ar poderia faltar a qualquer momento, e eu não daria conta de mais nada.

sábado, 23 de setembro de 2017

Entenda como ocorre a construção do vínculo com o bebê e a sua importância ao longo do desenvolvimento da criança

O vínculo é um fator vital de constituição do sujeito e de determinação da sua saúde
física, mental e emocional.


Ao nascer, o bebê é um ser ainda incapaz de sobreviver sozinho e de prover suas necessidades, dependendo de um adulto cuidador e responsivo, que lhe propicie os recursos que faltam para os cuidados físicos e emocionais.

Os bebês nascem prontos e dispostos a relacionar-se e ligar-se às pessoas. A comunicação, entretanto, ocorre através da linguagem corporal e dos sentidos. É, portanto, uma relação bem pouco estruturada, não-verbal e intensamente emocional. A ligação afetiva do bebê e de quem cuida dele é a primeira ação educativa que uma criança recebe quando nasce, e é a partir deste aprendizado que ela irá construir todos os outros vínculos.


Todo vínculo é uma relação, mas nem toda relação é um vínculo. Para que se caracterize como vínculo, é necessário que seja consistente, afetivo e estável.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Dicas para manter o relacionamento do casal depois da chegada dos filhos

Durante a minha gestação, estava no primeiro ano de pós-graduação em psicoterapia individual, familiar e de casal. Lembro de muitas aulas em que falávamos sobre os ciclos de desenvolvimento familiar e entre eles, especialmente o do casal com filhos pequenos. Entretanto, apenas quando essa fase chegou na minha vida que de fato pude melhor compreender toda a teoria a partir da experiência vivenciada (na prática).

sábado, 17 de junho de 2017

Filhos são como pontes...

Hoje temos uma reflexão aqui no Blog, escrita por uma colega psicóloga e mãe de dois ❤❤
Aprecie a leitura e boa reflexão.

domingo, 11 de junho de 2017

Ciúmes entre irmãos: como estimular a cooperação

Esse tema foi sugestão de uma mamãe que participa do grupo Pais e Filhos, no Facebook (grupo administrado por mim). Quando resolvi escrever sobre ele, logo passei a lembrar da minha relação com os meus irmãos, assim como a pensar sobre que tipo de relação eu gostaria de estimular entre meus filhos, quando tiver mais de um.