quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Pré-natal psicológico: conheça os benefícios

Quando engravidei do meu primeiro filho (estou a espera do segundo 😊), eu tive uma gestação tranquila e realizei um pré-natal clínico de qualidade, considerando os aspectos físicos da gestação; entretanto, não tive um espaço para compartilhar sobre as mudanças emocionais vivenciadas durante a gestação e nem para me preparar para o pós-parto. Aliás, na gestação eu me sentia tão dona de mim que jamais coloquei em dúvida minha capacidade de dar conta de TUDO no puerpério e quando me vi mergulhada nele,  a sensação era a de que o ar poderia faltar a qualquer momento, e eu não daria conta de mais nada.

domingo, 15 de janeiro de 2017

A minha história com a amamentação


Mesmo antes de ser mãe eu tinha o desejo de amamentar, mas, até me tornar mãe eu não imaginava que fosse necessário um preparo emocional para a amamentação! Na verdade, confesso que eu não havia me preparado para nada realmente profundo no puerpério, pois meu olhar estava todo voltado para fora na gestação (enxoval, quarto do bebê...) e meu mundo interno quase teve um colapso depois que o bebê chegou. Mas voltando ao tema da amamentação... Eu acreditava que era só colocar o bebê no peito e tudo deveria transcorrer naturalmente, e seria lindo, como nos comerciais.