sábado, 27 de maio de 2017

8 dicas para ter mais tempo de qualidade com os filhos

A maioria dos pais deseja ter mais tempo de qualidade com os filhos e sabemos o quanto esse tempo é fundamental para o desenvolvimento saudável da criança; entretanto, cada vez mais tenho escutado pais e mães que me procuram para falar sobre a dificuldade em ter esse tempo disponível, especialmente em função da sobrecarga entre vida profissional e vida doméstica e buscam recursos para lidar com essa dificuldade e encontrar maior equilíbrio.

Neste sentido, é importante destacar que tempo de qualidade não é apenas usar o tempo que resta, mas incorporar na rotina um tempo que possa ser realmente aproveitado.
Como você tem incorporado esse tempo na sua rotina?

Sabemos que a chegada dos filhos requer algum tipo de ajustamento quanto a maneira como o tempo é vivenciado. Tempo de qualidade é estar integralmente presente, ouvir o que a criança diz, fazer coisas juntos, ensinar, aprender, fazer lição de casa, abraçar, brincar, beijar, cair no chão. 

Tempo de qualidade também é dedicação e compromisso onde inclui dizer não, colocar limites, fazer cumprir regras.

Tempo de qualidade é investir no cuidado, na educação, na construção de um ser humano melhor, entretanto, para que o tempo de qualidade possa ser vivenciado por pais e filhos, é preciso estar disponível física e emocionalmente e isso significa a conexão entre corpo, mente e emoção.

Suprir a necessidade física estando apenas presente pode ser percebido pelo adulto como uma forma de atender as necessidades da criança, mas na verdade não funciona. A a criança percebe, sente e reage através do comportamento. Ela sente que o adulto não está ali, e nós sabemos quando não estamos. 

Alguns sinais que as crianças indicam quando sentem que não há tempo de qualidade dedicado a elas podem ser: insegurança e dificuldades em se separar dos pais, comportamento agressivo, medo, necessidade de chamar a atenção constantemente, isolamento, recusa na alimentação, entre outros.

Por outro lado, crianças que tem tempo de qualidade com seus pais são mais seguras, confiantes, tem maior autonomia, melhor autoestima e até respondem melhor a regras, limites e disciplina. As crianças não apenas são amadas, mas sabem que são amadas, e isso faz muita diferença no seu próprio desenvolvimento afetivo.

Escolhi escrever sobre esse tema pela importância de pensarmos sobre os efeitos da ausência de tempo de qualidade nas relações entre pais e filhos, mas também por perceber o poder de transformação que pequenos ajustes na rotina familiar podem causar a curto, médio e longo prazo na família inteira, refletindo positivamente nas relações entre todos os membros, e em especial na relação pais e filhos, com impacto ainda maior no desenvolvimento físico, emocional e relacional das crianças.

Através de dicas que pude aprender com pais e mães que buscavam mais tempo de qualidade com os filhos, fiz uma lista das oito que eu mais gosto e que também aplico, para compartilhar com vocês.

Espero que nessa lista você encontre algo novo que possa acrescentar na sua rotina e melhorar ainda mais o relacionamento com seu filho.

1- Defina um horário no seu dia onde você prestará atenção integral ao seu filho, sem distrações. Ao invés de dar atenção parcial para várias atividades, esteja presente em cada atividade com ele, em cada detalhe (corpo, mente e emoção conectados).
2- Conecte-se com o seu por que. Por que vale a pena estar presente, investir emocionalmente na relação com o seu filho? E quando estiver com ele, para fortalecer a conexão, diga a ele: “eu estou aqui com você”.
3- Inclua a criança nas atividades cotidianas que ela possa participar (preparar o lanche, por exemplo).
4- Se organize para buscar ou levar seu filho na escola, e aproveite o caminho para conversar, cantar para ele.
5- Crie momentos diários ou semanais com a família toda. Exemplo: jantar, almoçar, ir numa praça.
6- Para quem tem mais de um filho, é importante passar um tempo individual com cada um para que todos se sintam importantes e valorizados.
7- Na rotina diária, crie um momento de ritual, por exemplo, uma brincadeira na hora do banho, uma leitura na hora de dormir, uma música na hora do mamá...
8- Por fim, desfrute momentos juntos com regularidade, mesmo que seja por pouco tempo ao invés de momentos longos, com mais raridade.

Agora eu gostaria de saber o que você achou desse artigo. Eu adoraria receber um email seu, que pode ser enviado para  elisalempekpsicoach@gmail.com me contando o que você achou do texto, das dicas e quem sabe me contando como você tem aproveitado esse tempo de qualidade com o seu filho. 

Eu gostaria muito de conhecer a tua experiência e poder contribuir ainda mais com ela. Estarei aguardando o teu retorno.

Acompanhe outras postagens, curtindo e seguindo a minha página no Facebook https://facebook.com/elisalempek/

Elisa Lempek
www.elisalempek.com.br